Documento sin título

ARTÍCULO ORIGINAL / ORIGINAL ARTICLE / ARTIGO ORIGINAL

 

"Not worth doing prenatal care": an ethnographic study of a low-income community

 

"No vale la pena hacer prenatal": estudio de una comunidad de bajos recursos

 

"Não vale a pena fazer pré-natal": estudo de uma comunidade de baixa renda

 

 

Patrícia L. F. Santa Rosa1; Luiza A. K. Hoga2; Jéssica Reis-Queiroz3

 


ABSTRACT

Objective. The aim of this study was to explore the reasons why pregnant women do not seek prenatal care (PNC). Methodology. The ethnographic method was used in a low-income Brazilian community. Ethnographic interviews were performed with 11 postpartum women who did not seek PNC in their last pregnancy. Results. The cultural sub-themes used to express reasons for not seeking PNC included: "I found out I was pregnant too late and did not have enough time to receive PNC," "I did not receive PNC because I had to hide the pregnancy to avoid problems," "I had to address urgent issues and could not seek PNC," "The services are not good and going to the doctor when not ill is only for rich people," and cultural theme: "PNC is not worth pursuing: it is unnecessary and there are too many obstacles to receiving it." Conclusion. The main strategies that should be considered to increase adherence to PNC are better access and integrality through the use of adequate management criteria.

Key words: pregnancy; prenatal care; poverty; anthropology, cultural.


RESUMEN

Objetivo. Explorar las razones por que las mujeres gestantes no buscaron asistencia prenatal. Metodología. Se empleó el método etnográfico en una comunidad de bajos recursos en el Brasil. Se realizaron entrevistas etnográficas a 11 puérperas que no buscaron asistencia prenatal en la última gravidez. Resultados. Las razones para no buscar la atención prenatal fueron: me di cuenta del embarazo muy tarde y no dio tempo de hacer prenatal; no hice prenatal porque tuve que esconder el embarazo para evitar problemas; tuve que resolver problemas urgentes y no pude hacer prenatal; el servicio no es bueno e ir al médico sin estar enfermo es sólo para los ricos; y: "no vale la pena hacer prenatal: esta asistencia no es esencial y hay muchos obstáculos que enfrentar". Conclusión. La importancia de la facilidad de acceso y la integridad de la atención prenatal, desarrollada a través de los principios de buena gestión, son los principales aspectos a considerar en la promoción de la adhesión a la atención prenatal.

Palabras clave: gravidez; atención prenatal; pobreza; antropologia cultural.


RESUMO

Objetivo. Explorar as razões para as mulheres grávidas não procurarem assistência pré-natal. Metodologia. O método etnográfico foi desenvolvido em uma comunidade de baixa renda no Brasil. Entrevistas etnográficas foram desenvolvidas com 11 puérperas que não procuraram assistência pré-natal na última gravidez. Resultados. As razões para a não busca pela assistência pré-natal foram: Percebi a gravidez muito tarde e não deu mais tempo para fazer pré-natal; Não fiz pré-natal porque tive que esconder a gravidez para evitar problemas; Tive que resolver problemas urgentes e não pude fazer pré-natal; O atendimento não é bom e ir ao médico sem estar doente é só para ricos; e "Não vale a pena fazer pré-natal: esta assistência não é essencial e há muitos obstáculos a enfrentar". Conclusão. A importância da facilidade de acesso e da integralidade da assistência pré-natal, desenvolvida por meio de princípios de boa gestão, são os principais aspectos a considerar na promoção da aderência à assistência pré-natal.

Palavras chave: gravidez; cuidado pré-natal; pobreza; antropologia cultural.


 

Abstract : 566

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Esta publicación hace parte del Sistema de Revistas de la Universidad de Antioquia
¿Quieres aprender a usar el Open Journal system? Ingresa al Curso virtual
Este sistema es administrado por el Programa Integración de Tecnologías a la Docencia
Universidad de Antioquia
Powered by Public Knowledge Project