Narrativas de recém-doutores no magistério superior

Keli Cristina Conti, Cláudia Starling, Edmilson Minoru Torisu

Resumen


Este trabalho é fruto de uma pesquisa mais ampla realizada no período de 2016 a 2018, que objetivava compreender o processo de inserção de recém-doutores no magistério superior em universidades federais brasileiras. A investigação utiliza como estratégia metodológica a narrativa (auto) biográfica como possibilidade de registro e reflexão sobre o processo vivenciado e teve como problema de pesquisa: quais condições e desafios são vivenciados pelos recém doutores no ingresso no magistério superior em universidades federais? As narrativas escritas foram produzidas por três egressos de um programa de pós-graduação em educação de uma universidade brasileira. Neste artigo apresentamos as narrativas escritas pelos participantes, enfatizando suas trajetórias acadêmicas e profissionais e considerando a formação para a docência na pós-graduação, a participação em concursos públicos para o magistério superior e o primeiro ano de inserção na universidade. Os resultados apontam algumas tensões e desafios encontrados pelos professores no que diz respeito às atividades desenvolvidas no âmbito da gestão, na sala de aula universitária, na inserção na pós-graduação e na divulgação científica (envolvendo a publicação de artigos em revistas e participação em congressos), o que nos leva a problematizar o princípio universitário de articular ensino, pesquisa e trabalho com a comunidade.


Palabras clave


Trajetória docente; Docência universitária; Narrativas (auto)biográficas.

Referencias


Brasil. (1996). Lei de Diretrizes e B. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

Brasil. (2001). Resolução CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001. Diário Oficial da União, Brasília, 9 de abril de 2001, seção 1, 12.

Cunha, M. I. (1997). Conta-me agora! As narrativas como alternativas pedagógicas na pesquisa e no ensino. Revista da Faculdade de Educação, 23(1), 185 – 189. href="http://www.educacaoepesquisa.fe.usp.br/">http://www.educacaoepesquisa.fe.usp.br

Cunha, M. I.; Braccini, M.L. & Feldkercher, N. (2015). Inserção profissional, políticas e práticas sobre a iniciação à docência: avaliando a produção dos congressos internacionais sobre o professorado principiante. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 20(1), 73 - 86. https://dx.doi.org/10.590/S1414-40772015000100006

Cunha, M. I., & Zanchet, B. M. B. (2010). A problemática dos professores iniciantes: tendência e prática investigativa no espaço universitário. Educação, 33(3), 189-197. Recuperado de: http://revistaseletronicas.pucrs.br/fo/ojs/index.php/faced/article/viewFile/6999/5717

Day, C. (2001). Desenvolvimento profissional de professores: os desafios da aprendizagem permanente. Porto, Portugal: Porto Editora.

Delory-Momberger C. (2016). A pesquisa biográfica ou a construção compartilhada de um saber do singular. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto) Biográfica, 1(1), 133-147. Recuperado de: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2526

Ferreira, A. C. (2003). Metacognição e desenvolvimento profissional de professores de matemática: uma experiência de trabalho colaborativo. Tese (Doutorado não publicada) – Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, Campinas-SP.

Fiorentini, D., Nacarato, A. M. (Org.). (2005). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática: investigando e teorizando a partir da prática. São Paulo, Brasil: Musa Editora.

Garcia, C. M. (2010). O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Form. Doc., 2(3), 11-49. Recupertado de: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp

Gatti, B. (2004). Formação do professor pesquisador para o ensino superior: desafios. In: R.L. Barbosa (org). Trajetórias e perspectivas de formação de professores. São Paulo, Brasil: Editora Unesp.

Moita, F. M. G. S. C. & Andrade, F. C. B. (2009). Ensino-pesquisa-extensão: um exercício de indissociabilidade na pós-graduação. Revista Brasileira de Educação, 14(41), 269-280. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782009000200006

Nóvoa, A. (1992). Os professores e a sua formação. Lisboa, Portugal: Dom Quixote.

Passos, C. L. B., Nacarato, A. M., Fiorentini, D., Miskulin, R. G. S., Grando, R. C., Gama, R P., Megid, M. A. B. A., Freitas, M. T. M., Melo, M. V. (2006). Desenvolvimento profissional do professor que ensina matemática: uma meta-análise dos estudos brasileiros. Quadrante, 15(1), 193-219. Recuperado de: http://www.apm.pt/files/_09_lq_47fe12e32858f.pdf

Pimenta, S. G. & Anastasiou, L. G. (2002). Docência no ensino superior. São Paulo, Brasil: Cortez.

Ponte. J.P. (2014). Formação do professor de Matemática: perspectivas atuais. In: J.P. Ponte (org.) Práticas profissionais dos professores de Matemática (pp. 343-358), Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Souza, E. C. & Almeida, J. B. (2013). Memórias de educadores baianos: semelhanças e diferenças na constituição da vida na/da escola. In: E.C. Souza; M.C. Passeggi & P.P. Vicentini (Orgs.). Pesquisa (auto)biográfica: trajetórias de formação e profissionalização (pp. 41-57). Curitiba, Brasil. PR: CRV

Veiga, I. P. (2006). Docência universitária na educação superior. In: D. Ristof & P. Savegnani. (Orgs.). Docência na Educação Superior (pp. 97–146). Brasília, Brasil: Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.




DOI: https://doi.org/10.17533/udea.unipluri.18.2.02 Resumen : 142 HTML (Português (Brasil)) : 73 PDF (Português (Brasil)) : 119

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2018 Unipluriversidad

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

Esta publicación hace parte del Sistema de Revistas de la Universidad de Antioquia
¿Quieres aprender a usar el Open Journal system? Ingresa al Curso virtual
Este sistema es administrado por el Programa Integración de Tecnologías a la Docencia
Universidad de Antioquia
Powered by Public Knowledge Project