Reliving the debate concerning nursing education: from where we departed and to where we are going

Jouhanna do Carmo Menegaz, Daiana Kloh, Hilário Mattioli Neto, Jussara Gue Martini, Flávia Regina de Souza Ramos, Vânia MarlilVânia Marlil Schubert Back Vânia Marlil Schubert Backes

Abstract


Objective. To identify the perception of both students and professors from a graduate nursing program in the South of Brazil concerning the historical process of nursing education in the country. 

Methodology. Qualitative, exploratory-descriptive study. Data were collected from professors using semi-structured interviews and focus groups with 12 students, analyzed using Minayo's operational proposal. The following categories emerged: 'from where we departed'; 'transition process'; and 'to where we are going'. 

Results. The participants showed knowledge concerning the process that permeates the education of Brazilian nurses from the establishment of the first school and determination of national curricular guidelines, highlighting challenges and future prospects. 

Conclusion. There is advancement toward the reorientation of educating more critical, creative nurses aligned with the demands of the Brazilian Unified Health System.

Key words: education, nursing; unified health system; human resources formation.

How to cite this article: Menegaz JC, Kloh D, Neto HM, Martini JG, Ramos FRS, Backes VMS. Reliving the debate concerning nursing education: from where we departed and to where we are going. Invest Educ Enferm. 2013;31(3): 395-405.

References


(1) Fernandes JD, Vale EG. Ensino de Graduação em Enfermagem: a contribuição da Associação Brasileira de Enfermagem. Rev Bras Enferm. 2006; 59(1):417-22.

(2) Marques CMS, Egry EY. As competências profissionais em saúde e as políticas ministeriais. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(1):187-93.

(3) Moura A. et al. SENADEn: expressão política da Educação em Enfermagem. Rev Bras Enferm. 2006; 59(esp.): 442-53.

(4) Renovato RD, et al. As identidades dos enfermeiros em cenários de mudanças curriculares no ensino da enfermagem. Trab Educ Saúde. 2009; 7(2):231-48.

(5) Lopes Neto D, Teixeira E, Vale EG, Cunha FS, Xavier IM, Fernandes JD et al. Aderência dos cursos de graduação em enfermagem às Diretrizes Curriculares Nacionais. Rev. bras. Enferm. 2007; 60(6):627-34.

(6) Corbellini VL, Santos BRL, Ojeda BS, Gerhart LM, Eidt OR, Stein SC et al. Nexos e desafios na formação profissional do enfermeiro. Rev. Bras. Enferm. 2010; 63(4):555-60.

(7) Ito EE, et al. O ensino de enfermagem e as diretrizes curriculares nacionais : utopias x realidade. Rev Esc Enferm USP. 2006; 40(4):570-5.

(8) Niemeyer F, Silva KS, Kruse MHL. Diretrizes curriculares de enfermagem: governando corpos de enfermeiras. Texto Contexto - Enferm. 2010; 19(4):767-73.

(9) Silva MJ, Souza EM, Freitas CL. Formação em enfermagem: interface entre as diretrizes curriculares e os conteúdos de atenção básica. Rev Bras Enferm. 2011; 64(2):315-21.

(10) Costa RKS, Miranda FAN. Sistema Único de Saúde e da família na formação acadêmica do enfermeiro. Rev Bras Enferm. 2009; 62(2):300-4.

(11) Montenegro LC, Brito MJM. Aspectos que facilitam ou dificultam a formação de enfermeiro em atendimento primário à saúde. Invest Educ Enferm. 2011; 29(2):238-47.

(12) Ramos FRS. O Discurso da bioética na formação do sujeito trabalhador da saúde. Trab Educ Saúde. 2005; 5(1):51-78.

(13) Lino MM, Backes VMS, Ferraz F, Reibnitz KS, Martini JG. Análise da produção científica dos grupos de pesquisa em educação em enfermagem da região sul do Brasil. Texto Contexto - Enferm. 2010; 19(2):265-73.

(14) Schveitzer MC, Backes VMS, Lino MM, Canever BP, Gomes DC. Grupos de pesquisa em educação em enfermagem: caracterização de três regiões brasileiras. Texto Contexto - Enferm. 2011; 20(spe):117-23.

(15) Fernandes JD, Xavier IM, MIPF Ceribelli, Bianco MHC, Maeda D, Rodrigues MVC. Diretrizes curriculares e estratégias para implantação de uma nova proposta pedagógica. Rev Esc Enferm USP. 2005; 39(4):443-9.

(16) Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12nd ed. São Paulo: Hucitec; 2010. P.327-54.

(17) Haddad AE. A trajetória dos cursos de graduação na área da saúde: 1991-2004. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira; 2006.

(18) Fernandes JD, Silva RMO, Calhau LC. Educação em enfermagem no Brasil e na Bahia: o ontem, o hoje e o amanhã. Enfermagem em Foco. 2011; 2(1):63-7.

(19) Angerami ELS, Gomes DLS, Mishima SM, Hayashida M, Ribeiro CMM, Reis JN. Estudo comparativo da nomenclatura das matérias e disciplinas do currículo mínimo com a utilizada pelas escolas de enfermagem da região sudeste - Brasil. Rev Latino Am Enferm. 1996; 4(1):31-46.

(20) Fernandes JD, Sadigurski D, Silva RMO, Amorim AB, Teixeira GAS, Araújo MCF. Ensino da enfermagem psiquiátrica/saúde mental: sua interface com a Reforma Psiquiátrica e diretrizes curriculares nacionais. Ver Esc Enferm USP. 2009; 43(4):962-8.

(21) Xavier ML, Batista SS. Associação Brasileira de Enfermagem no contexto da reforma educacional de 1996. Rev. Bras. Enferm. 2010;63(2):257-63.

(22) Optiz SP, Martins JT, Telles Filho PCP, Silva AEBC, Teixeira TCA. O currículo integrado na graduação em enfermagem: entre o ethos tradicional e o de ruptura. Rev Gaúcha Enferm. 2008; 29(2):314-9.

(23) Brasil. Dinâmica das graduações em saúde no Brasil: subsídios para uma política de recursos humanos. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. P.409.

(24) Lopes Neto D, Teixeira E, Vale EG, Cunha FS, Xavier IM, Fernandes JD, et al. Um olhar sobre as avaliações de Cursos de Graduação em Enfermagem. Rev Bras Enferm. 2008; 61(1):46-53.

(25) Teófilo TJS, Dias MAS. Concepções de discentes e docentes acerca de metodologia de ensino aprendizagem: análise do caso do curso de enfermagem da Universidade Estadual Vale do Acaraú em Sobral-Ceará. Interface. 2009; 13(30):137-51.


Abstract : 267 PDF (ENGLISH) : 157 HTML (ENGLISH) : 325 HTML (Português) : 190

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Esta publicación hace parte del Sistema de Revistas de la Universidad de Antioquia
¿Quieres aprender a usar el Open Journal system? Ingresa al Curso virtual
Este sistema es administrado por el Programa Integración de Tecnologías a la Docencia
Universidad de Antioquia
Powered by Public Knowledge Project